TECNOLOGIAS SEMÂNTICAS: novas perspectivas para a representação de recursos informacionais

TECNOLOGIAS SEMÂNTICAS: NOVAS PERSPECTIVAS PARA A REPRESENTAÇÃO DE RECURSOS INFORMACIONAIS foi publicado na revista Informação & Informação de Londrina, PR em seu volume 16, número 3 em jan./ jun. de 2011.

RESUMO

Introdução: O aumento exponencial no volume de informações disponibilizadas em ambientes digitais e as novas tecnologias Web têm acarretado verdadeiras mudanças paradigmáticas no âmbito da atuação dos profissionais da informação, evidenciando a necessidade de novos instrumentos e métodos de representação e organização de informações.

Objetivo: Apresentar uma visão geral das denominadas Tecnologias Semântica, analisando a evolução tecnológica e conceitual à luz dos avanços teóricos da área de Ciência da Informação.

Metodologia: Pesquisa bibliográfica.

Resultados: Verificou-se que a utilização de Tecnologias Semânticas apresenta-se como uma abordagem capaz de suprir as necessidades informacionais emergentes e oferece um impulso para o reposicionamento dos profissionais da informação na sociedade contemporânea, apontando perspectivas inovadoras e novas possibilidades no fazer profissional da área de Ciência da Informação.

Conclusões: As análises revelam a importância das novas tecnologias de representação, evidenciando a necessidade do fortalecimento da formação lógico-matemática no âmbito da área de Ciência da Informação e  sistematização de diretrizes teórico-metodológicas que favoreçam o ensino das novas competências profissionais necessárias para representação e organização de conteúdos em ambientes digitais.

Palavras-chave: Tecnologias Semânticas; Sistemas de Representação do Conhecimento; Organização da Informação; Web Semântica.

Rogério Ap. Sá Ramalho – ramalho@ufscar.br
Doutor em Ciência da informação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Professor do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de
São Carlos (UFSCar)

Marcos Teruo Ouchi - teruo@ufscar.br
Graduando do curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação pela Universidade
Federal de São Carlos (UFSCar)

DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2011v16n3p60

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *